Cucubem e a libido


Estou no aeroporto.Estou sozinha e forte e livre. E como sempre, quando sinto tantas coisas, apavorada. Mas o medo mudou. Trago uma nova vida pra mim mesmo que isso não possa ser explicado de forma simplificada em um parágrafo perdido no meio de um texto com tantas coisas saltitantes para serem ditas. Estou muito sem vírgulas e penso ser uma boa hora para o remédio. Caetano canta It’s a long way no Iphone. Tenho uma mala maior do que meu apartamento para despachar. Ainda tenho uma neurose quase maior do que meu pequeno e magro corpo para sustentar. Tenho sensações desconexas e intensas num coração sufocado pela nova pashmina que acabei de adquirir. Passo mal na fila do tax free e desisto. Dane-se deixar quase mil libras pra rainha. Dizem que ela está precisando porque até quarto do castelo pras Olimpíadas está alugando. Na verdade sofro, queria esse dinheiro, preciso dele, preciso de muitas coisas sempre e o tempo todo e isso cansa, mas hoje não. Hoje chega.Tomo meio Rivotril e meio Dramin. Tenho muito, muito, muito medo de voar. O Rivotril dissolve embaixo da língua e meus medos começam a ter vírgulas. O oxigênio enquadrando minha intensidade em partes mais decifráveis e lentas.O corredor que leva pra dentro do avião sempre me lembra os judeus indo para “o banho”. Sento na minha cadeira classe economica confort class, acomodo minha mala de mão embaixo de meu assento. Deixo o mais perto que posso a nécessaire com mais remédios, caso eu precise. Daqui a quinze minutos, quando as portas se fecharem e o aviso de atar cintos e blábláblá...tomarei mais meio Rivotril. E então, quando o serviço de bordo começar, e os sucos e comidas e blábláblá...comerei pouco e beberei algo não muito doce e nem muito azedo e me cobrirei e tomarei mais meio Dramin. E então, com a quantia exata do que eu preciso, fracionada nas quatro partes descritas anteriormente, eu dormirei como um anjo doente. Isso tudo acontece. E essa é a vidinha controlada e temerosa e quadradinha que me conforta e ao mesmo tempo me faz estar sempre prestes a rasgar minha pele, amassar, jogar no lixo e começar de novo.Eu não fui feita pra ela. Pra essa vidinha, pra esses medos, pra essa caipirice. Sou sempre acordada, roubada, convidada, carregada a ter emoções. E então, minutos antes de fechar os olhos, eu o vejo.Ele chega atrás de dois seguranças de sobretudo preto. É uma figura cabisbaixa, soterrada por um chapéu “sou um famoso popstar e nem ligo pra isso”. Sem dizer nada e apenas tentando achar espaço para guardar de forma não amarrotada a sua jaqueta de verão, ele me causa aquele meio segundo de prolapso no coração. Um vazio de esperança na boca do peito. Aquele meio segundo de prolapso na batida cardíaca da uretra. Eu tomei remédio suficiente pra não sentir nem o ar entrando pelo meu nariz mas, de repente, o mundo todo começa a girar quente e acelerado no meio das minhas pernas.Com o olhar sério e todos os músculos bem relaxados, ele me percebe e sorri entregue. Do alto de algum palacete que só se desenha na atmosfera que o embala, ele sorri como alguém simples num ponto de ônibus. Porque estou drogada sorrio de volta, mesmo sabendo que isso não tem nada a ver com o fato de eu estar drogada. Ele é um homem para o qual eu sorriria em qualquer situação. Cochicha algo para um dos seus seguranças. O segurança maior olha pra mim inquisidor, analisando com seus precisos e distantes olhos se eu não sou uma russa mafiosa assassina infiltrada naquele voo para seduzir o principe e mata-lo enforcado com minha cinta-liga.Ele se aproxima de mim e fala algo em francês. Seu queixo é grosseiro mas seu lábio é fino como o de uma garotinha que usa batom de morango. Algo sobre a letra do meu assento. G ou D? Ele está nitidamente puxando algum papo idiota. Porque estou drogada, apenas respondo “Are you Kurt Cobain and I’m dead?”. Ele se senta ao meu lado. Me explica que odeia viajar ao lado de homens. Porque estou drogada e porque, agora de perto, percebo como ele é realmente lindo e cheira bem, respondo que estava mesmo precisando de alguém forte para me ajudar a rasgar o plastiquinho do fone de ouvido.“Cucubem?” Eu respondo que sim, tudo bem, eu estou bem. Ele insiste: “cucubem?”. Eu respondo que, na verdade, mais ou menos, eu tenho um pouco de medo de avião. Ele ri, com suas covinhas aristocráticas e olhos azuis recheados de um ironismo soberano, e explica pela terceira e última vez “I’m not Cucubem”. Ele quer dizer Kurt Cobain. Mas do seu biquinho francês só sai “cucubem”. Se eu não estivesse com meus cintos atados e minha mente viajando numa prancha alada pelos mares do Hawai, tiraria agora mesmo o primeiro botão de sua camisa com meus grandes e tortos dentes frontais. Mas “frontais” só me lembra que, caso o Rivotril não funcione, ainda tenho o Frontal. Definitivamente eu não era um ser sexuado naquele momento. Ou talvez estivesse voltando a ser. Eu estava voltando a ser.Depois de falarmos sobre o ar condicionado exagerado, as opções bregas de filmes disponíveis, o quão nojento estava o arroz, os nossos livros preferidos, a diferença entre paulistanos e cariocas, a incrível oferta de empregos no Brasil em comparação à Itália e Espanha, começo a dar defeito. Durmo entre as frases, esqueço palavras, bocejo entre os olhares sexys. Confesso pra ele, finalmente: estou completamente pra lá de Bagdá. Completamente. Tomei uma dose cavalar pra uma mocinha de 49 quilos. E estou fazendo um esforço sobre humano pra te dar atenção. Preciso dormir. Agora. Nesse segundo. No segundo anterior a esse segundo. Mas, se você se interessou por mim assim, abatida e débil, não sabe como posso ser incrível e bonita se me der a honra de um café na Vila Madalena amanhã, fim da tarde. Eu inclusive pago a conta também para seus seguranças. Agora, por favor, só me deixe morrer por dez horas.Dividimos então um cobertor incrível que ele trouxe da ala nobre do avião. As luzes se apagam. Ele me oferece seu ombro. Eu aceito. O fundo musical começa. “Don’t worry, about a thing, cause every little thing gonna be all right...”. Bob Marley sempre canta no fundo da minha cabeça quando os remédios batem no fundo da minha cabeça. Eu vou apagar em cinco, quatro, três, dois...É quando ele começa a massagear a minha coxa com seus dedos compridos e magros. Como disse anteriormente, eu não fui feita pra ela. Pra essa vidinha, pra esses medos, pra essa caipirice. Por que fui tomar remédios? Por quê? Tomei a vacina pra cobra antes de desejar tão fortemente levar a picada. E então, algo ainda mais forte do que o maior de todos os medos e o maior de todos os efeitos soníferos de todas as tarjas pretas prescritas pra toda a ansiedade mundial, desperta em meu corpo após meses de fidelidade com a minha tristeza. A minha libido.Sim, eu estou viva. Vem gigante, pura, atropelando qualquer outro sentimento, sem mágoas, como se eu fosse uma adolescente sonhadora sentindo o toque de uma mão invasiva pela primeira vez. Esqueço minhas dores e sou invadida por ondas quentes como se os deuses soprassem que tudo bem, eu posso ser feliz de novo. Ainda que pouco e idiotamente. Ainda que drogada e perto do céu. Ainda que de forma errada e triste. E seu beicinho que antes insistia no “cucubem” agora insiste em achar o céu da minha boca. Em morder minha nunca, em lamber meus dedos.Eu e o francês desconhecido, que tem dois seguranças que a essa altura dormem na classe executiva enquanto ele, que é o “famoso não sei quem”, se aperta comigo na classe econômica, no escuro gelado e sombrio da British Airways, nos atracamos entre cobertores, fones de ouvidos e almofadas descartáveis. Percorremos os trechos de peles possíveis em meio a pudores, roupas, frios, aeromoças passando e espaços limitados para locomoções e explorações.Ele então olha bem fundo nos meus olhos, faz um carinho no meu cabelo, e diz, como uma pobre criança rica e desesperada “você não sabe como tudo isso é lindo pra mim”. Ele continua: “você não sabe quem eu sou, você não se importa com quem eu sou... e você é normal, você é tão normal, você é uma menina comum e isso é so amazing and so cute”.Veja querido menino perfeito, normal tá bem longe de ser o que sou. Se tivéssemos mais tempo além dessas horas de voo, você saberia o quão louca e chata e ciumenta e birrenta e neurótica e ansiosa posso ser. Explico isso pra ele, que me pede então uma qualidade. “Me diga sua qualidade, garota linda”. E eu digo que, apesar de ser tão errada, ainda sou a pessoa mais legal do mundo. E ele ri. E se levanta para ir ao banheiro. “Venha, eu sei que o espaço é pequeno, mas eu estarei dentro de você”. No segundo em que ele se levanta, seus dois seguranças se levantam também, e o aguardam do lado de fora da cabine.Só então, vendo aquela cena, percebendo que nem mijar sem ter dois brutamontes cuidando dele o coitado pode, eu entendo que “garota normal” significa ser “plebéia”. Ou significa ser uma “bonitinha engraçadinha do avião”. Sua vida deve ser recheada de talheres de ouros, modelos internacionais e festas com gente que não tem nada a dizer já que gastou tanto dinheiro para apenas parecer.Quando ele volta do banheiro, eu já estou dormindo. E assim permaneço pelas próximas dez horas de voo. Não mais porque minha vontade de sumir é maior do que minha vontade de sentir, mas apenas porque a aventura já havia sido vivida. Mais do que aquilo, seria perguntar sobre sua identidade secreta e estragar o momento. Ou transar na cabininha apertada do avião e, certamente, estragar o momento. Eu não fui feita pra transar com estranhos em cabininhas de avião, apesar disso parecer divertido. Sou romântica e preferi ficar com a imagem dele afastando meu cabelo da testa e me dizendo como era lindo eu ser uma garota que estava ali pelo mistério da vida e não pelo seu sobrenome misterioso.Durante a madrugada, ele ainda insistiu um pouco, falando bem rouco no meu ouvido, ora em espanhol, ora em italiano, ora em inglês, ora em francês: “vamos comigo dar uma volta, eu tenho um esquema na primeira classe, deixa eu fazer isso com você, deixa eu fazer aquilo com você...”. Nunca uma língua tentou me chupar em tantas línguas. Mas eu apenas tocava seu ombro, sem sequer abrir os olhos, sem despertar de meus sonhos apagados, e dizia com uma maturidade fria e inglesa que nem eu sabia que tinha “quem sabe uma outra vez, darling”.Fotógrafos, jornalistas, um carro que mais parecia funerário e mais quatro seguranças o esperavam no desembarque. Antes de sumir pra sempre e ser engolido pelo seu universo tão distante e diferente do meu, ele me jogou um beijo no ar e me prometeu uma ligação que, eu sei, jamais acontecerá. “Adeus menina normal”. Eu entendi que ele queria dizer “adeus menina diferente”. Se onze das dez anjinhas da Victoria’s Secret não tinham negado fluidos a ele, quem era essa garota qualquer que tinha preferido conversar sobre livros e dormir de mãos dadas? Só mais tarde, com a ajuda do Google, eu descobri com quem eu havia dormido na fileira 34. E descobri quão maluco tinha sido dizer “não” para um homem que certamente não conhecia essa palavra. Mas, para mim, eu havia dito sim. Sim para achar graça em tudo novamente. Sim para trocar meus remédios e minhas fobias e minhas tristezas por mais uma de minhas histórias tão divertidas.E eu sinto muito se você chegou até aqui querendo saber o nome de meu nobre e breve amante francês. Só posso dizer que minha vida é incrível e que, por isso e por tudo, eu estou de volta. Eu e minha libido desembarcamos novamente nesse mundo. Felizes e curiosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA MUITO MAIS::::::::::::

❀Eu..muitas em mim!

AMO VOCÊ

Eu amo você .

Pela felicidade que você me traz a cada dia.

Eu amo você.

Pelo carinho de seu jeito sempre pensativo.

Eu amo você.

Pela ternura que mora dentro de seu coração.

Eu amo você.

Pelo modo como você diz "Sinto falta de você quando nos separamos".

Eu amo você.

Por sua paciência quando faço algo errado.

Eu amo você .

Por seu sorriso que dura como uma gostosa canção.

Eu amo você.

Por sua maneira delicada de me alegrar quando estou triste.

Eu amo você.

Por todas as pequenas coisas que você faz para me deixar contente.

Eu amo você.

Pela fé e pela força que sempre me deu.

Eu amo você.

Pela beleza que você me ajuda a ver.

Eu amo você.

Por seu amor por mim.

Tão constante e tão verdadeiro.

Mas sobretudo eu amo você .

Apenas porque você é você!!

PRA MORRER DE PRAZER

E eu roçaria minha boca na tua pele

Me incendiaria com tuas mãos

Esfregaria meu rosto nos teus cabelos


Me perfumaria com teu suor

Teu olhar perfuraria meus olhos

Que escorreriam em lágrimas

Molhando meu sexo


Fêmea no cio

Me abriria pra você

Me saciaria com teu gozo

Até morrer de prazer .

MEU QUERIDO,

Como você sabe, estou sozinha. Estou sozinha e a noite está cheia de sonhos e sugestões. Ao longe alguém entoa uma velha canção. A lua parece imóvel no céu, como que escutando. As estrelas viajam, ignorando a terra adormecida.

O mundo todo está dormindo, e só eu estou acordada, perdida em recordações.

Estou sozinha, mas penso em você. Sinto saudades e um alucinado desejo. Fecho os olhos para ver melhor o que minha mente desenha, o que minha alma sente e vejo você, lindo e viril, se aproximando de mim.

Você tem beleza suave no sorriso, o corpo macio. Estou sozinha, meu amor, me perguntando se este amor não vai terminar nunca. Espero que você pense em mim, como eu penso em você, nas coisas boas que vivemos, na entrega mútua que tivemos.

Será que viveremos novamente a experiência? Será que nos entregaremos de novo, livres e sensuais, sem medo de preconceitos ou comentários?

Eu sei que nos amamos, que nos desejamos, e que passaríamos noites sem fim entrelaçados. Mas temos medo. Medo do futuro. E recuamos. Abafamos a fúria dos contatos, dos beijos e do delírio supremo que é o gozo. Fugimos de cada momento tão precioso.

Enquanto penso, querido, mais e mais estou sozinha. Mais e mais estou solitária, com saudades...

CARTA AO MEU AMOR

Meu amor,
Sempre que a noite chega, a solidão vem me falar de você.

E a saudade penetra meu coração como um pouco de luar dentro de minha noite imensa. Vai deixando aos poucos seu toque magnífico de beleza e suavidade. Vai deitando prata nos recantos mais sombrios. Vai enfeitando de luz as flores mais singelas. Assim é a saudade. Consegue transformar em beleza a tristeza infinita do presente... porque traz para mim o encanto das horas mortas do passado.

Traz o gosto perdido de beijos de amor... Traz o calor dos braços inesquecíveis... Traz o eco de suas palavras...

Cerro os olhos e começo a recordar... Começo a pensar em você que foi meu todo... e agora é minha saudade. Começo a pensar em você que me abandonou em tristeza e dor... Que esqueceu que meu amor era sincero... Que não se lembrou que tudo em mim era um pouco de você. Que não pensou que minha vida sem a sua, era uma caminhada de tédio e de angústia...

Agora estou só... E a saudade. Ela é a própria tristeza. Ah, e eu não sabia que a saudade doesse tanto, meu amor. Fico olhando para as estrelas e implorando que leve até você esta minha saudade, para que venha correndo para os meus braços.

A saudade...
Ela é a própria amargura... Ela é tudo que eu tive e não tenho mais. É meu único alento. Todo meu sol, todo meu luar... toda minha vida, meu amor... Mas bendita seja a saudade, graças a ela eu quase sinto sua presença...

AOS CASADOS

Aos casados há muito tempo,aos que não casaram, aos que vão casar,aos que acabaram de casar,aos que pensam em se separar,...aos que acabaram de se separar,aos que pensam em voltar... Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado uma ótima posição no ranking das virtudes,o amor ainda lidera com folga.Tudo o que todos querem é amar.Encontrar alguém que faça bater forte o coraçãoe justifique loucuras.Que nos faça entrar em transe, cair de quatro,babar na gravata.Que nos faça revirar os olhos, rir à toa,cantarolar dentro de um ônibus lotado.Tem algum médico aí???Depois que acaba esta paixão retumbante,sobra o que? O amor. Mas não o amor mistificado,que muitos julgam ter o poder de fazer levitar. O que sobra é o amor que todos conhecemos,o sentimento que temos por mãe, pai, irmão, filho. É tudo o mesmo amor, só que entre amantes existe sexo. Não existem vários tipos de amor,assim como não existem três tipos de saudades,quatro de ódio, seis espécies de inveja. O amor é único, como qualquer sentimento,seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus. A diferença é que, como entre maridoe mulher não há laços de sangue,a sedução tem que ser ininterrupta.Por não haver nenhuma garantia de durabilidade,qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza,e de cobrança em cobrança acabamos por sepultaruma relação que poderia ser eterna. Casaram. Te amo prá lá, te amo prá cá. Lindo, mas insustentável. O sucesso de um casamentoe xige mais do que declarações românticas.Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto,tem que haver muito mais do que amor,e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.É preciso que haja, antes de mais nada, respeito.Agressões zero. Disposição para ouvir argumentos alheios.Alguma paciência... Amor, só, não basta. Não pode haver competição. Nem comparações.Tem que ter jogo de cintura para acatar regrasque não foram previamente combinadas.Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos,acessos de carência, infantilidades.Tem que saber levar. Amar, só, é pouco. Tem que haver inteligência.Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais,rejeições, demissões inesperadas, contas pra pagar.Tem que ter disciplina para educar filhos,dar exemplo, não gritar. Tem que ter um bom psiquiatra.Não adianta, apenas, amar.Entre casais que se unem visando à longevidade do matrimôniotem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância,vida própria, um tempo pra cada um. Tem que haver confiança.Uma certa camaradagem, às vezes fingir que não viu,fazer de conta que não escutou.É preciso entender que união não significa,necessariamente, fusão.E que amar, 'solamente', não basta. Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia,falta discernimento, pé no chão, racionalidade.Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre,mas que sozinho não dá conta do recado.O amor é grande mas não é dois.É preciso convocar uma turma de sentimentospara amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.



Faz amor comigo,faz?

Ei... Faz amor comigo só mais uma vez?
Deixa-me sentir teu peso cá sobre o meu corpo?
Deixa, vai?!
Sorria para mim novamente? Vai, ilumine meu dia, só por hoje.
Fala aqui baixinho no meu ouvido, as palavras bonitas no tom certo que só você sabe dizer.
Tira um dia ai na tua agenda lotada.
Um dia apenas para que eu possa amar, te amar por inteiro.
Faz amor comigo só mais uma vez, vai?
Prometo que será só dessa vez, depois seguirei meu caminho.

Não me torture mais com sua ausência.
Tenho medo de enlouquecer sem os teus beijos.
Deixa, vai?
Deixa?
Deixa-me ser feliz contigo, nem que seja somente nesse fim de tarde, aqui mesmo sobre o sofá da sala?
Que eu prometo tentar esquecer você depois que o sol se pôr.

Noite Escura

Chove. Estou só. A noite é escura


Nem luz de vela se quer...



O sopro do vento ao longe é tortura


Para os meus sentidos de mulher.




Sinto-me sozinha criatura


Abstrata. Anônima. Um nada qualquer.



Medo e isolamento são terríveis mistura


Me faz teme o que vier.



Em tua casa, no entanto, descansando,


Com risos e abraços dos teus filhos sempre ao lado.



Repousas de um dia turbulento,



Inocente o teu sorriso, sem imaginar a angustia minha.



Ser mulher, te amar tanto e estar sozinha,


Quando chove e é noite e uiva o vento...

Doi essa dor



Corrói, destrói, converte, inverte,

Desponta, desmancha, enverga,

Não enxerga, incomoda, contrai.

Dor que alucina, desatina,

Que enlouquece, desmerece.

Cresce, espalha, multiplica.

Dor atroz que não quer anestesiar.

Corrompe a alma, vira epidemia.

Irradia, incendeia, se alastra.

Surge do nada, quer aliados.

Danados órgãos traidores.

Dor de amor, parece dor d'

alma.


Dói de verdade,

pungente,
ressente, só sente dor

eterna.


Dor atroz vá embora, me abandona.

Sou mais forte, desista, não insista.

Venci, dor atroz não há espaço para

você,
pois quem manda aqui sou eu.

CORPOS SUADOS

Imagino seu corpo todinho junto ao meu suado, molhado,sedento de prazer,cheio de tesão de tanto me querer.







Na mais sublime emoção,em nossos beijos transcender todos os desejos do corpo e da alma que numa paz se acalma.







Quero me achar em seus braços,atar nossos laços e não mais desgrudar os nossos corpos suados em múltiplos espasmos,culminar-nos juntos esse instante,nessa nossa forma de amar
.



O SENTIDO DA VIDA

Não sei... se a vida é curta ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:colo que acolhe,braço que envolve,palavra que conforta,silêncio que respeita,alegria que contagia,lágrima que corre,olhar que acaricia,desejo que sacia,amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida.É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais,mas que seja intensa, verdadeira, pura...enquanto durar...

ESTOU A SEUS PÉS...

Você diz que nada sabe sobre o amor. Deixe-me mostrar-lhe o que o amor significa.

O amor, amor verdadeiro, como o que sinto por você, é como um incêndio na floresta. A tudo ele consome e destrói. Tão violento que não existem meios de controlá-lo. É como uma tempestade no mar, violento e poderoso, pronto para destruir aqueles que tentam desafiá-lo!

É uma força, um poder! Ele triunfa e conquista! Isto é o amor! Como pode alguém tão frágil como você resistir ou opor-se a ele?

O amor é como o raio de sol, a canção dos pássaros, o zumbir das abelhas, as flores aos seus pés. Isso também é amor! Faz parte de nós, está à nossa volta e dentro de nós. Não há jeito de escapar.

Depressa, meu amor! Eu preciso demais de você! Estou aguardando e meus braços anseiam por você.

Cada minuto sem você me parece um século de solidão.Estou aos seus pés.

Preciso de ti,amor

Teu amor é para mim algo muito especial: contigo sempre posso ser eu mesma e me aceitas dessa forma. Ao teu lado nunca terei que rir quando sentir desejo de chorar, nem calar-me quando necessite falar, nem permanecer calma quando estiver intranquila ou otimista quando necessite reclamar E minha maior alegria é a certeza de que quando necessitar de um amigo jamais estarei só.



Compartilhando nossos medos nos tornaremos mais valentes.Compartilhando nossas perdas nos enriqueceremos. Compartilhando nossos erros seremos mais sábios. Dando-nos um ao outro, jamais ficaremos sós. Nascemos para estar juntos. Posso contar-te todos os sucessos do meu dia: certas coisas triviais te parecerão graciosas ou comoventes ou interessantes só porque ocorreram comigo.



És uma dessas pessoas que valorizam os pequenos gestos: a palavra dita na hora certa, um abraço caloroso se algo me entristece; recordas todas as datas importantes de minha vida e o sabor do meu sorvete favorito: os melhores presentes que me dás são os que não têm preço.


É muito raro que nos sintamos seguros com alguém a ponto de arriscarmos a ser quem realmente somos, demonstrando a importância que esse alguém tem em nossa vida; pois tudo parece vazio sem sua presença.




Preciso de ti...e confio tanto em ti que posso dizê-lo.



Tu me escutas sem me julgar, tu me apóias sem me pressionar;gostas de mim como sou, sem me comparar a ninguém.Tu me incentivas em minha metas e meus sonhos e colaborassempre para que minhas batalhas se transformem em vitórias.É tão fácil falar contigo,tão fácil sentir-me perto de ti e tão fácilamar-te.Teu apoio tem aprofundado minha confiança, teu modo de ver as coisas tem iluminado meus pontos de vista e tua coragemme tem conduzido para mais perto de meus sonhos.Sempre tens estado presente para escutar, para compreender...e para ajudar-me a crescer.Tua companhia significa tanto em minha vida!Sentes a minha felicidade como se fosse a tua.E sentes minha dor compartilhando-a comigo.Obrigada por compreender-me, aceitar-me e amar-me como sou.Pode, talvez, parecer muito simples, mas é muito importante dizer-teo quanto me sinto bem contigo.Não tenho que me preocupar se estou sendo brilhante, ou como minhas palavras estão sendo interpretadas.Não preciso ensaiar ou analisar nossas conversas; quando conversamos, posso contar-te meus pensamentos.

Saudade

Acordei com um sentimento estranho de alegria e de saudade. A minha alegria é inexplicável pois exceptuando a noite de chuva torrencial, não houve nenhum acontecimento extraordinário na minha vida. Já a saudade…



Há semanas que não estou com meu amor devido às contingências da vida. A verdade é que estou a morrer de saudades dele.

Tenho saudades de o estrafegar, de o beijar e de lhe fazer as minhas “maldades de amor” e que o fazem afinar às vezes.

Tenho saudades dos beijinhos, de dormir juntinhos abraçados ou de mãos dadas. Tenho saudades de colocar as minhas pernas em cima dele e ele reclamar comigo por ter as pernas quentes. Tenho saudades de lhe fazer cócegas nos pés com os meus próprios pés. Tenho saudades de lhe fazer cócegas debaixo dos braços e da cintura e ele ter um ataque de soluços. Tenho saudades dos miminhos dele e das refeições preparadas por ele. Tenho saudades das surpresas em forma de gulodice que ele me traz. Tenho saudades das nossas turras. Tenho saudades de lhe chagar a massa cinzenta. Tenho saudades de lhe chamar todos os nomes amorosos que inventei especialmente para ele. Tenho saudades do seu toque na minha pele. Tenho saudades da paciência dele para me aturar. Tenho saudades da sua preocupação. Tenho saudades de me zangar com ele por empestar a sala com o cheiro de um cigarro fumado às escondidas. Tenho saudades do corpo dele junto ao meu. Tenho saudades de o amar e ser amada. Tenho saudades de estar com ele na nossa cama.

Morro de saudades cada vez que ele se vai embora…

FORA DE MODA

Se não estivesse fora de moda... Eu iria falar de Amor.

Daquele amor sincero, olhos nos olhos,
frio no coração.

Aquela dorzinha gostosa,de ter muito medo de perder tudo.
Daqueles momentos que só quem já amou um dia,conhece bem.

Daquela vontade de repartir,de conquistar todas as coisas...

Mas não para retê-las no egoísmo material da posse, mas doá-las, no sentimento nobre de amar.

Se não estivesse fora de moda...
Eu iria falar de Sinceridade.

Sabe, aquele negócio antigo de fidelidade, respeito mútuo...
e outras coisas mais.

Aquela sensação que embriaga mais que a bebida.

Que é ter, numa pessoa só, a soma de tudo que as vezes procuramos em muitas.

A admiração pelas virtudes, aceitação dos defeitos...
E sobretudo, o respeito pela individualidade,
que até julgamos nos pertencerem,sem o direito de possuir.

Se não estivesse tão fora de moda... Eu iria falar em Amizade.

O apoio, o interesse, a solidariedade de uns pelas coisas dos outros e vice-versa.

A união além dos sentimentos e a dedicação de compreender para depois gostar.

Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar em Família.
Sim! Família!!!
Pai, mãe, irmãos, irmãs, filhos, lar...
O bem maior de ter uma comunidade unida pelos laços sanguíneos e protegidas pelas bênçãos divinas.

Um canto de paz no mundo, o aconchego da morada, a fonte de descanso e a renovação das energias.
Família...
O ser humano cumprindo sua missão mais sublime
de seqüenciar a obra do criador.

E depois...
Eu iria até, quem sabe, falar sobre algo como... a Felicidade.

Mas é pena que a felicidade, como tudo mais, há muito tempo já está fora de moda.

Sabe de uma coisa...
Me sinto feliz por estar tão fora de moda.

E você?
Também está fora de moda como eu?
Espero que sim!!!

SAUDADE DE UM AMOR

Trancar o dedo numa porta. Bater com o queixo no chão. Torcer o tornozelo. Um tapa, um soco, um pontapé, doem. Bater a cabeça na quina da mesa, morder a língua, cólica, cárie e pedra no rim, doem. Mas o que mais dói é a saudade.



Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade de quem morreu, do amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa. Doem essas saudades todas...



Mas... a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida.



Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o dentista e ele para a faculdade, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele, o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã.



Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.



Saudade é basicamente não saber... Não saber mais se continua fungando num ambiente mais frio, se continua adorando Mc Donalds, se ainda usa aquela gravata, se foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se continua sem fazer a barba por causa daquela alergia, se tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre de dieta, se tem assistido às aulas de inglês, se aprendeu a entrar na Internet e encontrar a página do Diário Oficial, se aprendeu a estacionar entre dois carros. Não saber se continua preferindo Skol, se continua preferindo vinho, se continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados), se continua cantando tão bem, se continua amando, se continua a chorar até nas comédias.



Saudade é não saber mesmo! Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.



Saudade é não querer saber se está com outro, e ao mesmo tempo querer. É não saber se está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso... É não querer saber se está mais magro, se está mais belo. Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer.



Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você, provavelmente, está sentindo agora, depois que acabou de ler...


Meu amante de verdade...

As suas garras passam de leve no meu corpo nu umas quantas vezes...



Outras ele me toca duro sem piedade alguma... pois não quer que eu me esqueça dele... o meu amante de verdade...



Nem permisso pediu para ser o devorador da minha alma...

Só se meteu comigo... uma vez... e ficou logo, logo agarradinho a mim

Como um louco apaixonado...o meu amante de verdade...



Sempre se possessa sem pedir permiço algum...

Me leva muitas vezes a uma loucura sem fim...

O meu amante de verdade...



O meu amante de verdade... pensa que é unico...

Não, está enganado... o meu amante de verdade...

Eu não sou mulher dum único amante... nas minhas veias corre muito amor...

Meu amante de verdade...



A minha paixão vai mais além do que tu meu amante de verdade...

Não és nada comparado aos meus outros amantes...

Meu amante de verdade...



Eu sou mulher e amante das palavras suaves e belas.

Eu sou mulher amante da fortaleza á que me agarro com certeza.

Eu sou mulher amante da leitura sem ela ninguém me atura.

Eu sou mulher amante do puro amor aquele que vibra o meu coração em ardor.

E finalmente sou mulher lutadora por aquilo que é meu... o meu corpo.



Pois Senhor Lobo meu amante de verdade... quando se trata da minha VIDA, eu sou uma guerreira brutal...

PROMESSAS

De todos os amores por mim vividos até hoje,o seu foi o mais intenso.
De todas as almas,a sua foi a mais gêmea.

De toda a vontade de ficar junto,a vontade que me domina é a sua.

De toda ânsia de cometer loucuras,a sua foi a que mais me atentou.

De todas as esperanças em amores depositadas,o seu foi o que teve mais crédito.

De toda a saudade,a sua foi a mais forte.

De todos os beijos,o seu foi o mais gostoso.

De todo calor,o seu foi o mais ardente.

Por isso de todos os amores eternos por mimprometidos, o seu será o único cumprido a risca.


TEU BEIJO

Teu beijo é doce, charmoso, gostoso, ternamente cheio de amor. Inesquecível, eu sei ! Dele tenho lembrança, dele tenho saudade, dele tenho o sabor para todos os minutos e horas da vida, em toda a eternidade, no tempo e no contratempo. Teu beijo é terno e eterno, sincero, suave, leal, doce, charmoso, gostoso, um beijo de amor, ainda sinto o gosto do teu beijo derradeiro...

Sonhos

Sonhos são a expressão da alma, são intensos desejos geradores de motivação.
É o que nos dá asas para voar, que nos deixa sem chão;
É a nossa motivação pessoal, um verdadeiro mergulho no solo fértil da fé.
É o que faz a vida se tornar interessante,
É um convite ao infinito céu!
Não pare de sonhar, nunca desista da magia dos sonhos!
Sonhos são imensos desejos que gritam no íntimo humano, procurando uma oportunidade para se concretizar.
Algumas pessoas afundaram-os no solo do esquecimento; outras, como eu, anseiam intensamente pela realização dos mesmos.
O sonho torna-se real quando você empenha-se a torná-lo real.

SENTIDOS

Sinto
O calor dos seus lábios

Pressinto
O aconchego do seu corpo

Percebo
O perfume da sua pele

Noto
A intensidade do seu amor

Escuto
A suavidade do seu canto

Deixo-me levar...
Insuportavelmente angustiado
Extasiado

Com a intensidade
Do seu magnífico olhar
Esperançosamente deslizo
Com a bruma da manhã

Açoitado e dissipado
Com os raios do sol nascente
Determinado mais uma vez
A tua silhueta
Finalmente alcançar...

Te quero meu homem

Para que tenhas em mim todas as sensações de pleno prazer, vivendo fantasias, desejos, sem que nada nos possa deter...

Te quero meu homem...para que mergulhes em meus poços de amor, águas cálidas que acalentam teu fogo que despertam meus sentidos que nos fazem tremer...

Mas te quero meu amor...para que mergulhes em meu olhar e descubras minha alma que agora te chama. Que acaricies o meu coração e compreendas que te amo...

Te quero meu amor...para que encontres em mim a cumplicidade, o carinho o motivo para sonhar, para sorrir, um porto de abrigo, mil coisas enfim...

Te quero meu homem...para que me envolvas em teus braços me beijes com lábios molhados do nosso sabor, que imploram em sussurros que eu sacie tuas vontades e te faça feliz...

Te quero meu homem...para que me sintas incansável em me entregar, em te possuir fazendo-nos acreditar que sempre nos desejaremos cada vez mais...

Mas também te quero meu amor...para poder te convencer que não apenas existo num corpo...que tenho alma, pura e apaixonada que permeia estrelas, se inspira na Lua, se encanta com o Mar e se ilumina ao Sol...

Te quero meu amor...para pegar em tuas mãos e percorrermos caminhos...Te consolando das tristezas compartilhando alegrias e nos divertindo como seres enamorados que observam tudo com olhos de amor. Que à noite procuram estrelas e de dia saúdam o Sol e a Luz...

Te quero meu amor...para juntos aspirarmos o perfume das flores...
Te quero meu homem...para juntos exalarmos nosso cheiro de amor...
Te quero meu amor...para juntos idealizarmos nossos sonhos atendendo ao coração...

Te quero meu homem...para juntos realizarmos fantasias e envolver-nos em sedução...
Te quero meu amor...para juntos tentarmos superar o que nos aflige. Para buscarmos lado a lado a serenidade de que precisamos... Te quero meu homem para te pertencer de corpo.
Te quero meu amor...para te entregar meu coração e te desvelar a minha alma...

SEREI PARA TI

Serei para ti um verso de canção.

No horizonte, o sol a brilhar.

Ou quem sabe, a terna emoção, que te fez um dia sonhar.

Serei para ti, o amor calmo e tranqüilo, a chuva que cai serenamente.
Ou quem sabe, serei tudo aquilo, que teu coração almeja docemente.

Serei para ti, o entardecer com mil promessas, o luar prateando teu rosto.

Ou serei aquele amor doce e gentil, que a ti, por Deus foi proposto.

Serei para ti, a sensual madrugada, que tonteia de desejos o coração.

Ou quem sabe serei aquela amada, que quase te mata de paixão.

Serei para ti, o ar que respiras, o alimento que precisas para viver.

Ou quem sabe, serei a derradeira mira,repleta de encantos, amor e prazer...

CARTA DE AMOR

Querido,



Como você sabe, estou sozinha. Estou sozinha e a noite está cheia de sonhos e sugestões. Ao longe alguém entoa uma velha canção. A lua parece imóvel no céu, como que escutando. As estrelas viajam, ignorando a terra adormecida. O mundo todo está dormindo, e só eu estou acordada, perdida em recordações.



Estou sozinha, mas penso em você. Sinto saudades e um alucinado desejo. Fecho os olhos para ver melhor o que minha mente desenha, o que minha alma sente. e vejo você, lindo e viril, se aproximando de mim. Você tem beleza suave no sorriso, o corpo macio.



Estou sozinha, meu amor, me perguntando se este amor não vai terminar nunca. Espero que você pense em mim, como eu penso em você, nas coisas boas que vivemos, na entrega mútua que tivemos. Será que viveremos novamente a experiência? Será que nos entregaremos de novo, livres e sensuais, sem medo de preconceitos ou comentários? Eu sei que nos amamos, que nos desejamos, e que passaríamos noites sem fim entrelaçados. Mas temos medo. Medo do futuro. E recuamos.



Abafamos a fúria dos contactos, dos beijos e do delírio supremo que é o gozo. Fugimos de cada momento tão precioso. Enquanto penso, querido, mais e mais estou sozinha. Mais e mais estou solitária, com saudades...



De sua sempre,



Lyz@



AO LEMBRAR DE TI

Quando lembro da tua imagem, é como se na minha frente encontrasse um anjo.



Quando lembro do teu beijo, é como se acabasse de ver o paraíso.



Fico aqui deitada, com um livro de amor em minhas mãos.



E todos nós sabemos que as histórias de amor sempre acabam com um final feliz.



Quando lembro da nossa história parece-me ser a mais linda, a mais perfeita.



Eu te amo, e quando me lembro de você, é como se eu me cobrisse de fantasia e sonhasse a todo instante.



É tão bom ter você em meus sonhos, e o melhor de tudo: É maravilhoso ter você em minha vida.

Eu quis...

Eu quis falar mal
Mas falei bem.

Quis fugir para o infinito
E não dei um único passo.

Quis contemplar o céu
Mas não havia estrelas.

Quis pensar no futuro
Mas o presente é real.

Quis conhecer felizes fantasias
Mas conheci a ilusão.

Quis encontrar caminhos
Mas encontrei a solidão.

Quis ser eu mesma
Mas acabei sendo você...

Foi aí que percebi que tudo que eu quis ter na minha vida não era nem um terço do quanto eu te quis do quanto eu te amei...
Só voltei a minha razão,porque a realidade é um modo cruel de enxergar as coisas...

PARA QUEM ME DEIXOU

Você se foi e deixou-me aqui...

Tem sido difícil sem você.

Pessoa amiga, pessoa querida,

O que houve entre nós?

Queria voltar ao teu coração,

Fazer parte da tua alegria,

Mas não mereço partilhar nem sua dor.

Talvez eu tenha errado, não sei o que aconteceu,

Mas deve ser minha culpa.

Queria saber como você está,

Mas não sei nem como estou.

Você é forte e sinto falta da sua força,

Porque sou fraca...

E fiquei pior sem você.

DECLARAÇÃO

A primeira vez que ouvi sua voz ela soou como melodia aos meus ouvidos. Cada palavra dita era como um recitarem perfeita sintonia com os meus sentidos.

A primeira vez que os meus olhos fitaram os seus a noite se transformou em dia. Quanto encantamento no brilho do seu olhar!

Um momento de pura sedução e magia.


A primeira vez que as nossas mãos se entrelaçaramminha alma de felicidade parecia flutuar. Sentindo tuas mãos quentes tocando as minhas no dedilhar delicado do seu afagar.

A primeira vez que nossos lábios se tocaramfui transportada para um mundo encantado.Fechei os olhos e me entregueiao seu beijo deliciosamente molhado.

Ter seu corpo colado ao meu é provar de todas as emoções. Quero amá-lo com toda a intensidadee sentir as mais loucas sensações.


Te Amo